Varicela

sexta-feira, maio 05, 2017



A Varicela é umas das doenças mais comuns na infância e é muito contagiosa. 

Esta infeção é mais comum no final do Inverno e no início da Primavera e contrai-se através do contacto directo com a pele infectada ou com partículas de saliva libertadas na tosse ou nos espirros de um doente.

A facilidade de contágio é acentuada pelo facto de uma pessoa poder infetar outra ainda antes de os sintomas da varicela nela se manifestarem.

Quais as causas de varicela?

A varicela é causada pelo vírus Herpes varicella zoster, responsável também por outras doenças como o herpes ou a mononucleose.

O vírus pode ser transmitido pelas secreções respiratórias (tosse,espirro, fala)  ou pelo contacto com o líquido das lesões cutâneas, quando estas se rompem. Outro modo de transmissão é a via transplacentária que pode levar à infecção do feto.

Quais o sintomas?

Os sintomas mais típicos são a presença de pequenas bolhas cheias de líquido na pele, sobretudo no tronco, mas também podem surgir no rosto, couro cabeludo e nos genitais ou até espalhar-se por todo o corpo.

Estas bolhas acabam por se romper, deixando pequenas lesões na pele que vão secando, até que se forma uma crosta que também acaba por desaparecer, de um modo geral, sem deixar marcas.

Nalguns casos, a varicela manifesta-se de uma forma ligeira formando-se poucas bolhas mas noutros casos as bolhas podem aparecer às centenas. 

Embora as bolhas sejam o sinal mais visível da varicela, existem outros sintomas como febre, dores abdominais, falta de apetite, dores de cabeça e mal estar geral. Estes últimos costumam ser ligeiros.

O prurido (comichão) causado pelas bolhas é muito acentuado e pode causar lesões da pele e/ou infecção bacteriana. 

Embora cada pessoa tenha um único episódio de varicela, o vírus permanece latente nas células nervosas. Quando é reactivado em situações de stress, exposição sol, uso medicamentos emerge sob a forma de uma nova doença chamada zona. 

Como se trata a Varicela?

O tratamento da varicela passa essencialmente pelo controlo e alivio dos sintomas.

O prurido (comichão) pode ser aliviado mediante o recurso a banhos de água morna e/ou utilização de loções à base de calamina sobre as áreas afectadas.

A febre e as dores podem ser controladas com recurso a analgésicos. Não se recomenda o uso de anti-inflamatórios dado o risco de ocorrência de Síndrome de Reye.

Se necessário poderão ser utilizados medicamentos anti-histamínicos para controlar o prurido e nos casos mais graves antivirais. 

O repouso é igualmente muito importante.

Como prevenir a varicela?

como se trata de uma doença contagiosa é essencial o isolamento da criança infectada com a varicela até que as bolhas sequem por completo.

A vacina, embora não garanta 100% de proteção permite que mesmo que ocorra varicela, ela seja muito mais ligeira. Esta vacina não faz parte do Plano Nacional de Vacinação.

Qualquer dúvida contacte-nos!

Cláudia Santos





Sem comentários

Enviar um comentário